musica_pic.jpg

     "Essa é uma história de muitos fracassos e algumas conquistas...."

     Botecos sujos, vida noturna, páginas policiais, boemia, dor de cotovelo e o vazio dos dias, são os ingredientes que dão forma ao som predominantemente autoral, independente e caseiro  do  músico, compositor  e  artista plástico,  Daniel Codespoti.

 

     Começou a estudar música aos doze anos, fez um ano de violão clássico, um ano e meio de popular e cinco anos  de guitarra elétrica. Aos 15, teve seu primeiro contato com o canto em uma banda de colégio, daí em  diante  resolveu aprofundar-se no “instrumento” passando por diversos conservatórios e professores  particulares.  Foi  vocalista  e fundador das bandas Joker, Pandemonium e Voodoo Trigger, foi idealizador junto com Eric Sacchetto de um projeto de voz e violão, teve uma breve passagem como vocalista da banda Jambock, como vocalista e letrista da banda Pandora’s Cabaret gravou o EP “Cocktails” (2015),  fez alguns trabalhos como artista solo: os demos “Casulo” (2004), “Diabo Scatinato” (2010), Outros Moinhos (2013), o EP “Garagem Acústica” (2015) e os álbuns de estúdio "Música Para Ninar Monstros" (2016) e Delirium Tremens (2019).

 

     Foi guitarrista de um projeto de Blues e Rock n’ Roll com Rodrigo Rivera e Luiz Raphael Dal Poggetto,  foi  vocalista das bandas Firewall (Classic Rock), Said Of Sound (Classic rock e música própria), All That Blues (clássicos do Blues) e Pandora’s Cabaret (música autoral). Foi guitarrista base nos shows de estréia do álbum "As Irrefreáveis Flores da Vida" de Ricardo Alves (2019).

 

Além de trilhas sonoras para desfiles de moda e palestras, tocou em casas, bares e eventos como: Woodstock Discos, Willi Willie (Bar e Arqueria), Kameron bar, Bar São Tomé, Puro Suco, Adega da Vila, Dinossauros Rockbar, B Music Bar, Café Aurora, Manifesto Rockbar, Sensorial Discos, Na Mata Café, Aldeia dos Ventos, Bar Lua Nova, Quintal Brasil,  St.  Johns, The Lord Black, Salvador Dalí, Santa Sede, Dona Mathilde Snooker Bar, Rock e Gol Bar, Espaço Gambalaia, Art In Hostel, Brazileria, Objetivo In Concert (Auditório EM&T), Kabul, Colégio Notre Dame, Santa Clara e Santa Marcelina. Academias de ginástica, vernissage do livro “O Homem Pássaro”, do livro "Liderança Sistêmica", 30 anos da Feira da Vila Madalena, lojas como Brilha Bela, Conteúdo, Jú Lombardi, entrevista para a Rádio Web Paulistana, no programa "Viva a Voz do Artista" com Regina Papini e para o programa "Na Rede" - TV Mundi.

     O show de Daniel Codespoti revisita quase duas décadas de carreira em formato acústico. Munido de um travel guitar, o artista aborda seu repertório autoral de forma intimista e descontraída, aproveitando para compartilhar com o público peculiaridades de seu processo criativo e histórias de bastidores. O pocket show ainda conta com versões de grandes clássicos do rock, do blues e do folk.

botão pandoras.png

Delirium Tremens

(2019)

Música Para Ninar Monstros

(2016)

Garagem Acústica - EP

(2015)

Cocktails - EP

(2015)

Daniel Codespoti

Capa 03 DT - Low.jpg

Daniel Codespoti

Capa teste 02.jpg

Daniel Codespoti

EP Garagem capa.jpg

Pandora's Cabaret

EP Cocktails capa.jpg